top of page

Café da Colônia marca presença com o Homebiogas


Café da colonia com o Homebiogas
Café da colonia com o Homebiogas

Quem resiste a um café servido na mesa com delícias saídas direto da cozinha e perfumando o ambiente? Isso é o que o Café da Colônia, de Morro Reuter (RS) proporciona. A quarta edição do evento foi realizada no último final de semana (9 e 10 de julho) e contou com a participação da tecnologia sustentável dos biodigestores HomeBiogas, presente em mais de 100 países, e que transformam resíduos sólidos orgânicos (fezes animais, restos de comida, cascas de legumes, ovos, entre outros) em biogás para cozinhar e em biofertilizante líquido natural para o fortalecimento do solo, que melhora a produtividade dos cultivos.


A iniciativa foi de Angelita Luizetto Walter, a Angelita Semeadora, criadora do portal Verdes Hábitos (https://verdeshabitos.com.br/). Ela que atua e promove soluções eco eficientes em seu dia a dia, também é parceira da Biomovement Ambiental, empresa que atua baseada nos pilares da tecnologia, da inovação e do desenvolvimento sustentável e que representa com exclusividade a HomeBiogas no Brasil.


“Recebi o convite do Conselho Municipal de Agricultura para expor o biodigestor”, conta Angelita, que leva o equipamento montado e em funcionamento em uma carreta móvel, na qual os visitantes podem acompanhar o ciclo sustentável da biodigestão, desde o abastecimento do biodigestor com os resíduos orgânicos, até o funcionamento do fogareiro com o biogás produzido nesse processo.


Segundo ela, o objetivo desse tipo de iniciativa é mostrar para os visitantes que, tanto na cidade, como na área rural, podemos gerar economia e auferir ganhos com os resíduos orgânicos que que são descartados diariamente, sem qualquer tipo de aproveitamento. “Se pensarmos que 40% dos resíduos sólidos produzidos no país são orgânicos e podem ser transformados em energia, podemos imaginar o que desperdiçamos até agora”, alerta Angelita.


Os biodigestores HomeBiogas são um sistema único de geração de energia renovável e de fertilizante líquido natural, que tem como fonte os resíduos orgânicos alimentares e esterco animal. Esses resíduos passam por um processo microbiológico no qual as bactérias anaeróbicas presentes no biodigestor os transformam em biogás – energia renovável -, que o sistema canaliza para o uso na cozinha, e em um biofertilizante líquido, natural e rico em matéria orgânica, que fortalece o solo.


Durante a ação, Angelita distribuiu amostras do biofertilizante aos visitantes e ressaltou seus benefícios. “Para o produtor agrícola, por exemplo, além da redução de custos com fertilizantes e defensivos agrícolas industrializados, o biofertilizante natural é capaz de nutrir e melhorar as características dos solos por conter macro e micronutrientes em sua composição que pode, inclusive, ser adequada para atender a cada tipo específico de cultura, a partir do tipo de resíduo orgânico que cada um coloca em seu biodigestor” explica Angelita.


Leandro Toledano, CEO da Biomovement Ambiental, afirma que esse tipo de tecnologia transforma a realidade das pessoas. “Economia, saúde, qualidade de vida, gestão de resíduos, segurança alimentar. Esses são alguns dos benefícios que conseguimos promover por meio das parcerias e da participação em eventos regionais que disseminam os benefícios de nossas tecnologias para os clientes locais” , afirma.


Para saber mais: www.homebiogas.com.br.

Comments


bottom of page